Texas Selvagem - A. J. Teixeira. Com tecnologia do Blogger.

Pensamentos no SilvaTexas

9 de junho de 2011

Odisseias ferroviárrias ou Miscelânea de carris...

Diz o povo na sua douta sabedoria que quem anda por gosto não cansa...Bem - eu confesso - canso-me bastante, mas faz parte da medicação para o meu "stress". Assim, diariamente tenho ido para as zonas ribeirinhas ou marítimas aqui do burgo. Como venho relaxado, arranjo forma de passar uns momentos nas gares da Estação Ferroviária do Porto/Campanhã...e passeando-as todas de ponta a ponta fico com alguns quilómetros nos solas.
Aproveito o ensejo para tornar públicos os meus agradecimentos ao pessoal da segurança (que já me vai reconhecendo) e me permitem uma mais ampla liberdade, como seja, fotografar já fora dos cais, quando as composições são mais compridas.
Algumas das vezes "tenho um passarinho" que me avisa da passagem de alguma composição especial, como foi, o caso de hoje de manhã (doa 09) onde apanhei a máquina espalhadeira de balastro e levantamento de carris.
No conjunto das fotos, vai uma com uma dedicatória especial para o ilustre camarada (e comandante) João Ribeiro da Silva, em que aparece o carro elétrico histórico com o número 269, cujo destino era "MATOZINHOS" (assim mesmo) e carreira 16. Ora cheguei a ir nesta carreira que começava na Praça da Batalhga e terminava em Matosinhos, ao lado do ainda existente mercado por um escudo e vinte centavos (menos de um cêntimo atualmente).
Como me sinto feliz em compartilhar a minha pouca habilidade fotográfica, deixo-vos com as que achei terem um mínimo de qualidade.
Abraços, cumprimentos e saudações do vosso "texas"



A "UTD" (unidade tripla diesel) da série 592 acaba de dar entrada
na linha 1 da Estação de Porto/Campanhã, provinda da de São Bento
e com destino ao Peso da Régua.

Máquina de levantar os carris e espalhar o balastro que parou na linha 8
da Estação do Porto/Campanhã, aguardando a abertura do sinal. 

A "UDD" (unidade dupla diesel) com o número 0457 que terminou a
sua marcha e provinha de Valença.

As caraterísticas da "espalhadora" de balastro que
pertence ao construtor ferroviário "Fergrupo".

O antigo a funcionar às "mil maravilhas". Particularmente gosto da cor,
pois costumam ser verdes. Homenagem ao amigo António Feijó, uma
vez que ele se encontra na Estação Ferroviária de Valongo..

O moderno na mesma estação. Marcam horas iguais, sinal que
se encontram ambos computorizados! O amigo Feijó que me
esclareça se assim é...

Locomotiva elétrica da marca "Siemens" com o número 4717 que
tracionava uma composição de vagões "Us" e "Uacs" vazios, que
fez breve paragem na linha 7 da Estação de Campanhã, para seguir
até Vila Nova de Gaia (Devesas).

Cauda da composição rebocada pela locomotiva amterior e cujos vagões
eram pertença da CPCarga e da espanhola "Transfesa"

A "UTE" (unidade tripla elétrica)  com o número 2271 que pertence aos
"comboios suburbanos do Porto", que parou no apeadeiro de Águas Santas
e tinha como destino a Estação Ferroviária de Santo Tirso.

Dupla de "UME's" (unidade múltipla elétrica) da série 3400, que também
pertence aos "comboios suburbanos do Porto" que parou no apeadeiro
da Palmilheira e tinha como destino a Estação Ferroviária do Porto/
São Bento.

A minha velha amiga com o número 007M, da série 592, prestes
a iniciar uma viagem até ao Pocinho. São "UTD" alugadas à
operadora espanhola "Renfe" e apelidadas por "Camello".

A locomotiva elétrica da marca "Siemens" com o número 5603, prestes
a partir da linha 6 da Estação do Porto/Campanhã, tracionando um
"intercidades" com destino à capital.

O "Alfa Pendular" com o número 4003 terminou a marcha.
Aguarda a abertura de sinal para seguir para a Estação de
Porto/Contumil.

Carros elétricos pertencentes ao respetivo Museu, com os números 267 e 288
sendo o primeiro do modelo italiano (fumista grande) e o segundo do
tipo belga.

Carro elétrico pertencente ao respetivo Museu, com o número 269, do
tipo"fumista". No verão retiravam-se as janelas para se poder fumar.
Possuem quatro bogies e duas varas de alimentação elétrica.
MATOZINHOS (com Z), antes era "Bouças".
Homenagem ao querido amigo João Ribeiro da Siilva.
Já agora, a linha 16 tinha início na Batalha e ia para Matosinhos, cujo
términos era junto ao mercado.

Carro elétrico ´turístico com o número 203, um dos que
efetua o circuito "T" desde o Infante até à baixa do Porto.
É do tipo "Brill" de dois bogues e plataforma de salão.

2 comentários:

JS Trains 9 de junho de 2011 às 22:02  

Camarada A.Teixeira os meus agradecimentos mas ..... não há legendas !!!!!
As fotos estão boas ....

Luis 9 de junho de 2011 às 22:21  

Caro amigo,

Belas caminhadas e passeatas que anda a fazer durante a semana !!! É assim mesmo...e um bom conjunto de fotos !

Abraço

Luis

Formulário de Contacto:
Preencha os campos abaixo para entrar em contacto comigo.
Não se esqueça do seu e-mail para eu responder, se for necessário.
Os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome*:

máximo de 50 caracteres
E-mail para contacto*:

máximo de 200 caracteres
Assunto (motivo do contacto):

máximo de 100 caracteres
Mensagem*:

O seu contacto é muito importante.
Agora, basta clicar em "ENVIAR" para eu receber a sua mensagem.

Related Posts with Thumbnails

Estações com paragem

  ©Template by Dicas Blogger