Texas Selvagem - A. J. Teixeira. Com tecnologia do Blogger.

Pensamentos no SilvaTexas

19 de junho de 2011

Comboios, locomotivas e automotoras!

O meu "bichinho" ferroviário tem andado a moer-me a paciência! Adormeço a pensar nas composições ferroviárias; acordo com os comboios no pensamento e durante o dia tenho de pensar onde arranjar sítio para os fotografar, sem ser importunado; pois que agora - mesmo com a respetiva credencial - parece que ando a cometer algum crime! Começa a ser desgastante para mim percorrer sempre o mesmo triângulo (Devesas, Campanhã e Ermesinde), locais onde não me colocam entraves à livre circulação pelos cais; pois não ando pelos carris.
Os comboios são sempre os mesmos e são todos iguais, visto que nâo existe material novo em circulação (antes pelo contrário, cada vez existem menos), mas vamos aproveitando, pois as "coisas" não estão fáceis e prevê-se que não hajam melhorias nos tempos mais próximos!
Assim, meus amigos segue mais uma rodada do mesmo, com toda a estima que o tema "ferrovia" me merece (só não sei é se eu sou mercedor dele...)

Teixeira da Silva, AJ

Locomotiva da marca "Bombardier" da série 1960, passando pelo apeadeiro
de Águas Santas, tracionando uma composição de "cimenteiros".

Composição mista de mercadorias, passando pelo apeadeiro da
Palmilheira, sendo tracionada por uma locomotiva elétrica da
marca "Siemens" da série 4700.

"UME" (unidade múltipla elétrica) da série 3400, que parou na
Estação de Ermesinde e ia prosseguir a sua marcha até
Porto/Sâo Bento, linha do Douro. 

"UTD" (unidade tripla diesel) da série 0600, marca "sorefame", que
parou na Estação Ferroviária de Ermesinde e iria prosseguir a sua
marcha, na Linha do Douro, até ao Peso da Régua.

Mais uma locomotiva elétrica da marca "Siemens" da série
4700 que tracionava uma composição bastante comprida de
"cimenteiros" vazios, que provinham do entreposto de
Leandro, linha do Minho.

Vista parcial da composição de vagões "cimenteiros" que
eram tracionados pela locomotiva anterior e que atravessou
a Estação de Ermesinde, em marcha lenta, mas sem parar.

"UDD" (unidade dupla diesel) da série 0450 que tinha como destino
final a Estação de Valença, na Linha do Minho.

No sentido de circulação, traseira da locomotiva elétrica da
marca "Siemens", com o número 4719 (série 4700) que
seguia sózinha e não parou.

Para finalizar, a cabine de condução da locomotiva
anterior de passagem pela Estação Ferroviária de
Ermesinde, sózinha e em marcha.

2 comentários:

Luis 19 de junho de 2011 às 22:57  

Caro amigo ,

Mais uns passeios semanais que continua a realizar sem levar com os chatos do costume !!! Continue assim !!

Abraço

Luis

Damião Vieira 29 de junho de 2011 às 01:13  

Viva amigo António, tenho feito as minhas visitas aos meus blogues preferidos, ao qual o teu está incluído, mas o tempo tem sido pouco para comentar. gostei verdadeiramente das fotos muito bem enquadradas com o ambiente arquitectónico tirando partido do mesmo.
Parabéns e tudo de bom.
Um abraço.

Formulário de Contacto:
Preencha os campos abaixo para entrar em contacto comigo.
Não se esqueça do seu e-mail para eu responder, se for necessário.
Os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome*:

máximo de 50 caracteres
E-mail para contacto*:

máximo de 200 caracteres
Assunto (motivo do contacto):

máximo de 100 caracteres
Mensagem*:

O seu contacto é muito importante.
Agora, basta clicar em "ENVIAR" para eu receber a sua mensagem.

Related Posts with Thumbnails

Estações com paragem

  ©Template by Dicas Blogger