Texas Selvagem - A. J. Teixeira. Com tecnologia do Blogger.

Pensamentos no SilvaTexas

28 de novembro de 2010

Comboios e material ferroviário

Todos sabemos que a sexta-feira é um dia útil, véspera de sábado (dia semi-útil) e antevéspera de domingo (dia não útil). Porém, para mim, qualquer dia - em que não chova - é útil para fazer fotografia ferroviária. Se poder ser acompanhado, tanto melhor...mas, de quando em vez, lá vou sozinho para a passagem pedonal da Quinta das Freiras, que pertence à freguesia de Rio Tinto, concelho de Gondomar.
Hoje assim aconteceu, mas também aconteceu trocar as voltas e ir para a Estação Ferroviária de São Gemil, no concelho da Maia e que é a confluência das linhas de Leixões (tanto de mercadorias, com início em Porto/Contumil; como de passageiros, esta apenas entre Ermesinde - Valongo - e Leça do Balio - Matosinhos.
Como me lá encontrava sozinho, recebi um telefonema do meu camarada das lutas ferroviárias "el comadante" (j s trains) para ir ter com ele à Estação Ferroviária de Porto/Contumil, o que fiz com um redobrado gosto, visto que o trabalho, excecionalmente, para ele, hoje tinha acabado (afinal o trabalho também acaba...) Como eu tinha compromissos familiares cerca das onze horas regressei a casa, sendo que ele ficou até às treze horas.
Mais uma manhã passada no meio de balastro, de travessas e de linhas, com material circulante à mistura.
Apesar de algumas críticas à minha pouca habilidade fotográfica (que aliás reconheço de viva voz), apraz-me, uma vez mais, colocar ao dispor de todos aqueles que quiserem ter a "pachorra" de as ver, o fruto de uma manhã ferroviária (fotograficamente falando).
Teixeira da Silva, AJ
"wild texas" ou "chefe dos alfas" para o grupo dos três carolas!...



Locomotiva elétrica da marca "Alstrohm" rebocando alguns vagões
plataformas no sentido Sul/Norte.

Locomotiva elétrica da marca "Siemens" com o número 4719 que
reboca vagões de estilha, também no sentido Sul/Norte.



Outra "Alstrhom" que reboca vagões de estilha e ainda no mesmo sentido.

Uma "UDD" (unidade dupla diesel) com destino à Estação Ferroviária de
Valença (Linha do Minho)







Estação Ferroviária de São Gemil. É pena quando o Estado deixa chegar a este
estado de abandono os edifícios que foram pagos pelos dinheiros dos
contribuintes, seja de todos nós.
Esta estação com portas e janelas cimentadas, inclusivamente já ardeu! 



A fotografia não mente...Sentido Leça (do Balio).

Agora o invés...sentido para Ermesinde.

E eis que se aproxima uma composição afeta aos "comboios suburbanos
do Porto" com destino a Ermesinde.

Calço colocado na linha que interdita a passagem de qualquer
composição.

Parte afeta às composições de mercadorias.
Vista do viaduto sobre o qual passa a Avenida Dom Afonso
Henriques, artéria que liga a Areosa ao Alto da Maia.

Marco quílométrico indicando 1,6, distância iniciada em Porto/Contumil.
Encontra-se colocado bem no meio da Estação Ferroviária de São Gemil. 

Aparelho manual para mudança de linha, com o sinal indicativo de que,
a partir dali. não há catenária.

Estas composições param em todas. Neste caso, ia com destino a Leça do Balio
e saiu um passageiro.

E eis-nos em Porto/Contumil. Uma exceção à regra - ou não há regras
sem exceções - reconstrução de uma carruagem de madeira de passageiros
(compartimentada), como material histórico!

Marco quilómétrico 3 das Linhas do Douro e Minho que se iniciam
na Estação Ferroviária de Porto/São Bento.

Entrada em Porto/Contumil de um "intercidades" proveniente da
Estação Ferroviária de Guimarães (aqui nasceu Portugal...)

Passagem pela mesma estação de uma composição de vagões de estilha,
tracionada por uma locomotiva "Siemens" elétrica.













Vagão plataforma que serve para transportar sobre ele, material de via
métrica (reduzida). 

Entrada dos edifícios pertencentes à EMEF (Empresa Manutenção de Equipamento
Ferroviário) onde são efetuadas todo o tipo de reparações nos alfa-pendulares. 

Locomotiva eletrica da série "Alstrohn" que atravessou a estação, sózinha, e na sua
velocidade máxima. Desconheço o destino e o motivo de semelhante velocidade!

À saída da estação (no sentido de Rio Tinto), sinal de fim de manobras.

Uma "UTD" (unidade tripla diesel) com destino à Estação Ferroviária do
Peso da Régua (contumil e Rio Tinto non stop).




1 comentários:

João Silva 30 de novembro de 2010 às 16:28  

Amigo Teixeira mais um rol de fotografias ...
A carruagem de madeira é simplesmente a carruagem que pertence ao comboio real que vai ser restaurado em Contumil....

Formulário de Contacto:
Preencha os campos abaixo para entrar em contacto comigo.
Não se esqueça do seu e-mail para eu responder, se for necessário.
Os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome*:

máximo de 50 caracteres
E-mail para contacto*:

máximo de 200 caracteres
Assunto (motivo do contacto):

máximo de 100 caracteres
Mensagem*:

O seu contacto é muito importante.
Agora, basta clicar em "ENVIAR" para eu receber a sua mensagem.

Related Posts with Thumbnails

Estações com paragem

  ©Template by Dicas Blogger