Texas Selvagem - A. J. Teixeira. Com tecnologia do Blogger.

Pensamentos no SilvaTexas

15 de abril de 2012

AMIGOS...FAZEM AMIGOS E TRAZEM NOVAS AMIZADES!

* Como não podia deixar de ser mais um fim de semana e, por isso mesmo, mais um passeio e um encontro que regenerou em novas amizades ferroviárias!
Hoje foi um trio diferente daquele que habitualmente se encontram aos domingos, "os carolas"! Por impossibilidade do "nosso" Luís Miguel Meireles (o filósofo do grupo), eu (o recruta) e o João Ribeiro da Silva (o comandante), resolvemos fazer uma visita ao ilustre Pedro Zúquete de Aveiro, que já foi batizado como o "engenheiro ferroviário" tal é a sua sapiência sobre a temática ferroviária.
* E para que houvesse algum tempo de manobra, resolveu-se viajar na UME (unidade múltipla elétrica) da série 3400 que pertence à divisão dos "suburbanos do Porto", que saiu da estação do Porto/Campanhã pelas 08h14, sendo que o regresso às origens foi efetuado a bordo de uma composição idêntica, cuja partida da Estação Ferroviária de Aveiro se deu às 11h09.
* Como já inha tido oportunidade de conhecer pessoalmente o amigo Pedro, entusiasmei o João para também o conhecer pessoalmente, o que foi feito, hoje, domingo, de manhã. Para mim, os amigos são todos iguais e amizade que faça é para manter até ao fim dos meus curtos dias de vida que ainda me restam... 
* Por mim (e posso dizer por ambos) BEM-HAJA amigo Pedro Zúquete por nos ter retribuido em dobro a amizade...e como encontros ferroivários, são isso mesmo...terão forçosamente de existirem fotografias
P.K. 27,200 do Ramal de Aveiro, cujo início é na
Estação Ferroviária de Sernada do Vouga.

As curvas e contracurvas do traçado, são aqui
bem visíveis nesta descida.

No mesmo local, mas em sentido inverso.
Via métrica (mil milímetros) entre carris.

Composição a aproximar-se, como tal, passagem de
nível fechada (a cadeado!)

Aí está ela. UDD (unidade dupla diesel) da série
9630, em bom andamento, por via da descida.

A caminho de Sernada, depois da passagem de nível.
O nosso anfitrião foi "apanhado".

Casa da guarda da passagem de nível.

Neste troço de linha, em Azurva, a velocidade máxima
é de trinta (30) quilómetros.
Como os anjos não têm costas...o amigo Pedro ficou
virado ao contrário da foto!

Carro americano. Observem a forma como ele
era empurrado pelos carris...a haste não está torta,
é assim mesmo!

Vagão fechado de mercadorias de via métrica, do
tipo "U" em plena urbanização. 

Outra perspetiva do mesmo vagão em madeira.

Pertenceu à secção de cantonamento de vias e obras.



 A parte da frente do carro americano que servia
para transporte de cascalho ou areia para as vias.

Aparelho manual de mudança de agulha, seja de linha
de circulação.

Surpresa...em pleno jardim junto à Estação...uma placa
giratória de via algaliada.

Notem que possui carris de via larga e de via métrica.
Não tem utilidade, mas dá-nos prazer ver estas
preciosidades conservadas.
que dou à estampa com o maior dos prazeres.

2 comentários:

http://trains.smug.mug.com 22 de abril de 2012 às 22:25  

Valeu a viagem e as fotos ....
Mais uma manhã bem passada ....

Anónimo,  15 de junho de 2013 às 12:57  

http://prixviagragenerique50mg.net/ prix viagra
http://prezzoviagraitalia.net/ viagra acquisto
http://precioviagraespana.net/ precio viagra

Formulário de Contacto:
Preencha os campos abaixo para entrar em contacto comigo.
Não se esqueça do seu e-mail para eu responder, se for necessário.
Os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome*:

máximo de 50 caracteres
E-mail para contacto*:

máximo de 200 caracteres
Assunto (motivo do contacto):

máximo de 100 caracteres
Mensagem*:

O seu contacto é muito importante.
Agora, basta clicar em "ENVIAR" para eu receber a sua mensagem.

Related Posts with Thumbnails

Estações com paragem

  ©Template by Dicas Blogger