Texas Selvagem - A. J. Teixeira. Com tecnologia do Blogger.

Pensamentos no SilvaTexas

10 de janeiro de 2011

Escapadinha rápida...

Como a boa vida também desgasta e o desgaste provoca a erosão, na falta de companhia, vou delirando sózinho! Pois bem, um destes dias de manhã, resolvi dar uma escapadela à Estação Ferroviária de São Gemil, que pertence ao concelho da Maia.
Esta estação que se encontra encerrada e emparedada, até já ardeu, mas isso são águas passadas! A estação é servida pelos comboios suburbanos do Porto que fazem a Linha de Leixões (estando já condenada ao seu encerramento); entre as Estações Ferroviárias de Ermesinde (concelho de Valongo) e de Leça do Balio (concelho de Matosinhos e atual termo da linha, para passageiros). Esta linha encontra-se eletrificada, é de bitola larga, mas de via única.
É também a confluência dos comboios de mercadorias provenientes e com destino à Estação Ferroviária de Leixões (que serve o porto do mesmo nome), sendo que neste caso o início se verifica na Estação Ferroviária do Porto/Contumil.
Foram apenas uns minutos e umas escassas fotos, que servirão para recordação futura...
Teixeira da Silva, AJ

texasselvagem



Estação Ferroviária de São Gemil, completamente emparedada,
que pertence à Linha de Leixões. 

A "UTE" (unidade tripla elétrica) com o número 2264 que pertence
à unidade dos comboios urbanos do Porto, na confluência das
linhas de passageiros e mercadorias daquela estação.
Na altura da foto a composição circulava vazia e apenas entrou uma
passageira com destino a Ermesinde.  Esta linha com o comprimento
de dezassete quilómetros é uma das que irá encerrar; devido à má
cordenação com os restantes transportes e ainda por nunca ter chegado
ao seu verdadeiro fim...Leixões (os passageiros só vão até Leça do
Balio)! 

A linha de reserva que servia o cais de mercadorias, na parte afeta
às composições de mercadorias. Salvo erro, não terá qualquer
serventia, mas encontra-se em razoável estado de conservação,
embora fechado a sete chaves. 

Telefone existente no cais afeto às mercadorias e cujas chaves estão
entregues aos tripulantes das composições. Apenas serve para
comunicações internas! 

Cruzamento de linhas na parte afeta aos passageiros. Será esta parte que
irá ser encerrada definitivamente, depois de se ter gasto alguns
(bastantes) euros na sua eletrificação e melhoramentos.

Os edifícios ferroviarios são propriedade da "Refer" (Redes
Ferroviárias). Pronto, eu cumpri, não entrei com a viatura; muito
embora o largo estivesse completamente franqueado!

2 comentários:

Damião Vieira 12 de janeiro de 2011 às 22:50  

Boa escapadinha haver pelas fotos.
Uma linha que valia a pena ter um melhor futuro com lindas estações infelizmente sem uso.
Um abraço
Damião Vieira

João Silva 13 de janeiro de 2011 às 22:47  

Esta linha se fosse bem aproveitada , com mais estações ou apeadeiros , ir até Leixões e ... não Ermesinde mas S.Bento e com interfaces com o Metro , era capaz de dar mais rendimento .
Assim não vejo futuro é mais uma machadada na ferrovia , por causa da crise ....

Formulário de Contacto:
Preencha os campos abaixo para entrar em contacto comigo.
Não se esqueça do seu e-mail para eu responder, se for necessário.
Os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome*:

máximo de 50 caracteres
E-mail para contacto*:

máximo de 200 caracteres
Assunto (motivo do contacto):

máximo de 100 caracteres
Mensagem*:

O seu contacto é muito importante.
Agora, basta clicar em "ENVIAR" para eu receber a sua mensagem.

Related Posts with Thumbnails

Estações com paragem

  ©Template by Dicas Blogger